China samba na cara da sociedade em tudo, até na morte!

Na província chinesa de Guangxi, a senhora Li Xiaufeng, de 95 anos, surpreendeu a todos ao "ressuscitar" seis dias depois de sua "morte". Seu vizinho a encontrou caída durante uma manhã e, depois de verificar que ela não apresentava pulso nem respiração, concluiu que ela estava morta.
A família da velhinha foi contatada e começaram os preparativos para o velório que, conforme as tradições chinesas, deve durar até que todos os amigos e familiares tenham se despedido do defunto. Acontece que, no sexto dia do velório, o caixão foi encontrado vazio e sua habitante de pé, viva e cozinhando.
“Cansei de dormir, acordei e estava com fome”, relatou a quase centenária ex-morta. A explicação dos médicos para o caso é relativamente simples: Xiaufeng sofreu uma “morte artificial”, quando a pessoa mantém respiração praticamente imperceptível, mas continua viva.
Conforme o Oddity Central, o único problema que a senhora Li Xiaufeng vai enfrentar agora é com seus pertences, pois, de acordo com os ritos chineses, as posses de um defunto precisam ser queimadas durante seu velório.
Isso só podia ser MADE IN CHINA